960x100 basa novo

Colapso no abastecimento de água está descartado, diz Depasa

Colapso no abastecimento de água está descartado, diz Depasa

O superintendente do Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa) em Rio Branco, Miguel Félix, disse durante reunião dos órgãos de meio ambiente do estado, na última sexta-feira, 15, que o risco de um colapso no abastecimento de água em Rio Branco está descartado.

“Dificuldades sim, porque continua muito quente, o consumo aumenta muito e as pessoas continuam desperdiçando, infelizmente. Mas de um modo geral, não teremos colapso, se Deus quiser”, informou o superintendente.

Miguel Félix diz que agora começa a se aproximar uma fase em que as coisas podem começar a melhorar. No entanto, os níveis de chuvas ainda estão muito baixos. Mas o período não é mais tão preocupante.

Félix diz que historicamente, setembro é o mês de maior dificuldade. “No ano passado, foi dia 17 de setembro. Agora nós esperamos estar um pouco melhor. Pois temos previsão de chuvas.”

O Rio Acre apresentou, no dia 17 de setembro de 2016, a cota mais baixa já registrada desde que começou a ser monitorado, em 1971. A realidade em 2017, apesar de não ser das melhores, é um pouco diferente da registrada no ano anterior. No dia 16 de setembro, o nível do manancial era de 1,79 metros. Na manhã de ontem, domingo (17), o volume apresentado era de 1,82 metros. Uma leve recuperação.

Este setembro seria o terceiro pior de um ciclo registrado pela Defesa Civil nos últimos 12 anos. O ano de 2017 fica atrás apenas da cota registrada em 2016 e 2011.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo