960x100 nova basa

Em curso na Fieac, empresários acreanos aprendem como pagar menos tributos

Em curso na Fieac, empresários acreanos aprendem como pagar menos tributos

Empresários, representantes das indústrias, contadores, estudantes, gestores e profissionais de outras áreas participaram nesta quinta-feira, 10, na Casa da Indústria, do curso “Como pagar menos tributos?”. A capacitação, realizada por meio de uma parceria entre Fieac, sindicatos patronais da indústria e Confederação Nacional da Indústria (CNI), faz parte do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA).

O contador Miguel Santiago, mestre em Administração e Controladoria, especialista em Contabilidade Pública, agente de Inovação e Difusão Tecnológica, professor universitário, empresário contábil e perito contábil foi o responsável por ministrar o curso. Segundo ele, ao longo dos anos as indústrias vêm perdendo espaço e mercado por conta da tributação elevada no Brasil.

“Estamos falando em torno de 35% do Produto Interno Bruto (PIB), o que é relativamente alto quando comparamos com a média da América Latina, que é de 21%. Isso faz com que a indústria nacional perca competitividade. Então, qual é a nossa ideia? É ir para a parte legal e verificar o que o governo oferece de opções tributárias para que nós da indústria consigamos avaliar e escolher qual é a melhor delas”, destaca Santiago.

O renomado profissional, que também é consultor da CNI, garante que, dentro das alternativas que existem para redução da carga tributária, o associativismo ainda é a melhor escolha. “Por isso esse curso veio para detalhar quais reduções de tributos ainda podemos obter visando aumentar a competitividade das indústrias e ao mesmo tempo ganhar mercado”, reforça o especialista em Contabilidade Pública.

Íris Nunes, analista fiscal da rede de Supermercados Araújo, diz que a empresa enviou um grande número de profissionais para o curso, tendo em vista a importância do tema em questão. “Com a elevada carga tributária que temos no país, é essencial buscarmos meios para recuperar tributos da forma correta e devida, de acordo com a lei. Nosso objetivo foi vir para cá obter mais conhecimento, pois tínhamos algumas dúvidas que surgiram ao longo do tempo, e, felizmente, pudemos esclarecê-las durante o curso”, ressalta Nunes.

Sobre o PDA

O Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) é uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria para aprimorar a atuação dos sindicatos e fortalecer seu vínculo com as indústrias, as federações estaduais e a CNI. O programa contém ações em cinco eixos: Relacionamento Sindical, formação de líderes e executivos sindicais, gestão e comunicação sindical, inteligência sindical e serviços dos sindicatos. (Assessoria Fieac)

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo